Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Mostra de Cinema
Início do conteúdo da página

Mostra de Cinema

Publicado: Segunda, 03 de Setembro de 2018, 13h51 | Última atualização em Segunda, 10 de Setembro de 2018, 13h08

Cine IF debate filmes que abordam os tempos de ditadura na Argentina, Brasil e Chile

Mostra de cinema 1Alunos dos cursos integrados do IFSULDEMINAS – Campus Pouso Alegre tiveram a oportunidade de discutir os tempos da ditadura com uma mostra de cinema latino-americana, durante a semana da independência. O trabalho foi interdisciplinar envolvendo as áreas de língua espanhola e história. O objetivo era despertar o caráter investigativo nos alunos no que diz respeito ao levantamento de dados históricos, sobretudo, concernentes às causas e efeitos de três ditaduras latino-americanas (brasileira, argentina e chilena) em produções cinematográficas latinas”, explicou o professor Lucas Henrique Xavier da Costa Firmino.

Segundo o educador, o tema ditadura foi escolhido por suscitar questões muito pertinentes no que diz respeito ao cenário político atual do Brasil, ou seja, “em tempos de extremismos políticos faz-se necessário relembrar episódios nefastos de nossa história a fim de que, por meio do voto, não voltemos a cometer os mesmos equívocos de outrora. Se temos que lutar e gritar por independência que o estudo da história latina nos ajude a construir uma sociedade independente ideologicamente e politicamente, em comparação àquela de um passado obscuro”, disse.

Sob a óptica de dois filmes e um documentário: O que é isso companheiro? (produção cinematográfica brasileira, dirigida por Bruno Barreto, 1997); Crónica de una fuga (produção cinematográfica argentina, dirigida por Israel Adrián Caetano, 2006) e Nostalgia de la luz (documentário, dirigido por Patricio Guzmán, 2010), os alunos puderam debater o tema proposto e tirar as suas próprias conclusões. “Pra quem não dependia do Estado, creio que passar pela ditadura não foi difícil. Mas pelos relatos da minha mãe que não tinha dinheiro, ela passou fome naquela época, então, com certeza, é uma coisa que não imagino tendo sido boa para o Brasil”, contou a aluna de Administração Yasmin Ferreira.

Para os professores envolvidos na atividade, o trabalho ajuda os estudantes a construírem um perfil crítico em relação ao próprio material que pesquisaram para realizar a mostra de cinema. “Ao pesquisar, separar dados, analisar e comparar dados de realidades distintas, acredito que conseguimos formar sujeitos menos ferozes e intolerantes politicamente e mais conscientes ideologicamente”, concluiu o professor Lucas.


 Ascom/Campus Pouso Alegre
10/09/2018

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página