Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Combate ao tabagismo
Início do conteúdo da página

Combate ao tabagismo

Publicado: Terça, 31 de Julho de 2018, 14h02 | Última atualização em Terça, 31 de Julho de 2018, 14h52

Campus Pouso Alegre recebe exposição “O Controle do Tabaco no Brasil: uma trajetória”

Os 22 banners ficarão em exposição até o dia 03 de agosto

IMG 2247Quando o tabaco chegou ao Brasil? Como a indústria incentivou a produção e o consumo de cigarros? Quais os riscos que representam para a saúde? Quais as ações de saúde pública são adotadas para o seu controle no País? Os temas são discutidos na exposição “O Controle do Tabaco no Brasil: uma trajetória”, montada, essa semana, no IFSULDEMINAS – Campus Pouso Alegre.

São 22 banners que mostram o histórico do tabagismo no Brasil. A exposição está percorrendo várias cidades mineiras para alertar a população sobre os malefícios do tabagismo. Em Pouso Alegre, a exposição permaneceu por três dias na rodoviária e ficará até o dia 03 de agosto no Campus do Instituto Federal. Daqui, ela seguirá para Poços de Caldas.

“O objetivo é que os alunos saibam como o uso do cigarro vai impactar o seu futuro”, disse a psicóloga Maria de Fátima dos Santos Miranda que também é coordenadora do Centro Municipal do Controle de Tabagismo.

Tabagismo

Qualquer tipo de exposição ao tabaco contribui para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Entre as doenças causadas pelo tabagismo estão a trombose, aterosclerose, doença arterial coronariana, IAM e o acidente vascular encefálico.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 17,5 milhões de pessoas morrem todos os anos vítimas de doenças cardiovasculares, dentre elas estão os ataques cardíacos e os derrames. Em meio aos fatores de risco comportamentais causadores das doenças cardiovasculares, o tabagismo é listado como um dos mais importantes conforme a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

Segundo um estudo realizado na Argentina sobre “Carga de doença atribuível ao uso do tabaco no Brasil e potencial impacto do aumento de preços por meio de impostos”, em 2015 o tabagismo foi responsável por 156.216 mortes, representando 12,6% do total das mortes que ocorrem por ano no Brasil. Sendo 16% das mortes relacionadas com doenças cardiovasculares e 13% por ACV podem ser atribuíveis ao tabagismo.

Ainda em relação a esse estudo foi observado que a cada ano no Brasil, o tabagismo é responsável pela ocorrência de 1.103.421 doenças. Deste total, 470.666 (43%) correspondem ao IAM e a outros eventos cardiovasculares, 378.594 (34%) a novos casos de DPOC, 59.509 (5%) a ACV e 46.650 (4%) a novos diagnósticos de câncer por ano.

Para a população que fica exposta à fumaça também há prejuízos, os que inalam a fumaça em ambientes fechados tem o risco de 30% maior de desenvolverem doenças cardiovasculares e 25% a 35% mais riscos de terem doenças coronarianas agudas, segundo o INCA.

Os Malefícios do uso do tabaco

- Acidente Vascular Cerebral
- Hipertensão Arterial
- Cânceres
- Diabetes
- Cegueira, cataratas
- Problemas na gravidez
- Aneurisma
- Infarto
- Doenças Pulmonar Obstrutiva Crônica
- Maior risco de Pneumonia
- Maior risco de tuberculose, asma e outros problemas respiratórios
- Diabetes
- Envelhecimento precoce da pele
- Impotência

Ascom/Campus Pouso Alegre

Com informações: Sec. Estado da Saúde

31/07/2018

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página