Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Nova língua
Início do conteúdo da página

Nova língua

Publicado: Segunda, 12 de Agosto de 2019, 15h46 | Última atualização em Segunda, 12 de Agosto de 2019, 15h46

Professores do campus Pouso Alegre ensinam português para um grupo de haitianos

Portugues para haitianos 5Eles ainda são tímidos, estão se soltando aos poucos, alguns já entendem bem a língua portuguesa e outros ainda encontram muita dificuldade de comunicação. Todas as segundas e quintas-feiras, desde o mês de julho, um grupo de haitianos, residentes em Pouso Alegre, iniciaram seus estudos no IFSULDEMINAS – campus Pouso Alegre.

São 23 haitianos, com idade entre 20 e 54 anos. Falam pouco sobre suas histórias antes de virem para o Brasil. O professor Lucas Henrique Xavier é um dos docentes do Campus que vive a experiência de alfabetizar esses alunos. “Todo processo de aprendizagem demanda tempo. Nós professores não temos pressa, estamos lá para auxiliá-los nesse processo. E a nosso ver, o empenho que mostram em aprender português é satisfatório”.

Alin Boisrond, de 25 anos, já está no Brasil há dois anos. Apesar desse tempo, ainda encontra muita dificuldade para expor suas ideias, por isso, o curso tem sido muito importante. “O português é muito difícil, complicado. Eu gosto da escola, porque aprende mais”.

Para ministrarem o curso, os professores passaram por um treinamento. Diferente das aulas diárias para os alunos dos cursos técnicos integrados ao ensino médio, para essa nova turma, o português começa do zero, com muitas imagens e paciência. “Nem todos falam com fluência o português, alguns, nem mesmo são alfabetizados em sua língua materna (crioulo) ou na língua segunda (francês)”, explicou Lucas.

E, assim, um dia após o outro, os haitianos vão se adaptando aos costumes brasileiros e, apesar de todas as barreiras de comunicação, o objetivo deles é fazer do Brasil a sua nova e definitiva casa. “Eu quer aprender mais o português porque se uma pessoa fala comigo eu consigo entender. Esse curso vai me ajuda a entender outras pessoas. Aqui no Brasil é mais fácil pra mim, tem tudo o que eu precisa para minha vida”, disse Kenel Morisseau, 23 anos, residente há 7 meses no Brasil.

O curso de português para os haitianos está vinculado ao CELIN - Centro de Línguas, do Campus Pouso Alegre. A primeira fase do curso deve terminar em novembro.

Assessoria de Comunicação
IFSULDEMINAS – Campus Pouso Alegre

registrado em:
Fim do conteúdo da página