Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Vítimas no trabalho
Início do conteúdo da página

Vítimas no trabalho

Publicado: Quinta, 02 de Maio de 2019, 14h47 | Última atualização em Terça, 07 de Maio de 2019, 17h01

Palestras e apresentações culturais marcam o dia internacional em memória das vítimas de acidentes do Trabalho

Dia em memoria das vitimas do trabalho 15O Dia Internacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças relacionadas ao Trabalho, celebrado no dia 28 de abril, foi lembrado no IFSULDEMINAS – Campus Pouso Alegre pelos cursos de Segurança do Trabalho e Engenharia de Segurança do Trabalho. Houve palestras e apresentações culturais.

Na abertura do evento, o professor Marcelo Bottazzini chamou a atenção para a importância da missão dos profissionais de segurança do trabalho. “É inconcebível alguém sair de casa para trabalhar e não voltar. Nossa missão como prevencionistas da área de segurança do trabalho é influenciar cada pessoa para que tome cuidado com relação aos riscos inerente a todas as atividades”.

A primeira palestra trouxe o tema “Os desafios da segurança do trabalho diante das questões culturais do Brasil” e foi ministrada pela técnica em Segurança do Trabalho, Mariana Carla de Oliveira. Ela apresentou números relacionados a acidentes do trabalho e trouxe momentos de reflexão. “O que podemos melhorar? Quanto estamos envolvidos realmente para essa melhora, essa mudança?”

Para ela, a grande maioria dos acidentes poderia ser evitada se houvesse mais organização no ambiente de trabalho e se as empresas colocassem a proteção coletiva à frente da produtividade. “Enquanto a segurança do trabalhador for vista como um custo a mais e não como um investimento a situação tende a permanecer igual. Muitas das vezes as despesas para você ter uma adequação para um ambiente de trabalho seguro tem um custo, mas e os custos se você não fizer?”

E para que os números de acidentes diminuam é preciso que haja uma mudança de visão. “O comportamento de cada um é a chave para conseguir avanços Dia em memoria das vitimas do trabalho 17com a segurança do trabalho”.

Na segunda palestra, o engenheiro elétrico Jésus Costa Carvalhaes falou sobre “Acidentes elétricos”. Ele trouxe números, vídeos e sua experiência com a rede elétrica.

A última palestra foi ministrada por Priscila C. Ferreira, engenheira civil, pós-graduanda em Engenharia de Segurança do Trabalho: “Discussões sobre o rompimento da barragem de Brumadinho: segurança em barragens”.

E, finalizando o evento, houve uma apresentação artística dos alunos do Curso Técnico Subsequente em Segurança do Trabalho.

Sobre a data:

O Dia Internacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças relacionadas ao Trabalho foi instituído em 2003 pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) relembrando o 28 de abril de 1969, quando uma explosão numa mina no estado norte-americano da Virginia matou 78 mineiros. O objetivo da data é refletir sobre a importância da gestão da Segurança e Saúde no Trabalho na prevenção dos acidentes de trabalho e adoecimento dos trabalhadores e das trabalhadoras.

No Brasil, todos os dias, a cada 3h, 38 minutos e 43 segundos um trabalhador ou uma trabalhadora morre vítima de acidente de trabalho. A cada 48 segundos, um sofre acidente. De 2012 a 2017, foram notificadas 14.412 mortes e 4,26 milhões de acidentes de trabalho, segundo dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT). Mas esses números podem ser ainda maiores.

A maioria dos acidentes - 636.411 (21,03%) - foi por corte, laceração, ferida, contusão e punctura (corte profundo, mas com diâmetro pequeno). Em seguida vêm os acidentes com fratura com 529.360 (17,05%) e por contusão e esmagamento na superfície 476.281 (15,74%).

Os benefícios acidentários pagos de 2012 a 2017 chegam a R$ 66.534.254.002. Ou seja, a cada 2 minutos R$ 1,00 foi destinado ao pagamento do trabalhador acidentado. Já os dias de trabalho perdidos com afastamentos previdenciários e acidentários somam 305.299.902, nos últimos cinco anos.

Assessoria de Comunicação
IFSULDEMINAS – Campus Pouso Alegre

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página