Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Cine IF

Publicado: Terça, 28 de Julho de 2020, 11h58 | Última atualização em Quarta, 29 de Julho de 2020, 14h00

Cine IF completa seis anos e integrantes criam série de nove vídeos contando a história do projeto

Cine if 2“A História por trás das nossas Histórias” é uma série com nove vídeos onde os monitores do Cine IF entrevistam os idealizadores do projetos e seus primeiros integrantes. Uma retrospectiva que mostra a evolução do Cine desde a sua criação em 2014. “Foi muito enriquecedor poder entrevistar os outros monitores do projeto e os criadores, porque pudemos ver a evolução do cine, um projeto criado com o intuito de apenas exibir e discutir filmes e que hoje constrói e exibe suas próprias obras”, contou João Gabriel, aluno do curso técnico de Administração integrado, um dos atuais monitores do projeto.

Mas como surgiu o Cine IF? O ano era 2014. Com uma ideia na cabeça, a professora de Física, Gabriela Belinato procurou o professor de Artes Emerson Simões para implantar no IFSULDEMINAS – Campus Pouso Alegre um projeto de cinema. Nada muito complicado, apenas a exibição de um filme seguido de um debate sobre a produção. Nascia ali, o “CINE IF: Múltiplos Diálogos”, que teve sua estreia no dia 26 de agosto com “Medianeras”, um filme argentino de 2011, dirigido por Gustavo Taretto.

“Pensei em algo multidisciplinar onde cada um colocava a sua visão, já que cada pessoa cine2interpreta o filme de forma diferente. No início eram os servidores debatendo um filme, puxando os alunos para a conversa, mas o projeto foi caminhando e os alunos foram tomando a frente e hoje são eles que sugerem os filmes e promovem os debates. Eles ensinam pra gente agora. Eles mostram a visão deles pra gente e isso é muito gratificante”, contou a idealizadora do projeto.

A partir de 2016, os alunos que integravam o Cine perceberam que poderiam ir além. Por que apenas exibir? Por que não, produzir? E foi o que os monitores fizeram. As sessões do Cine IF passaram a exibir as próprias produções. “Gosto de dizer que saímos das aulas teóricas e fomos para as aulas práticas. Eu participei da criação do curta 'A Última Cena', onde nós, totalmente improvisados, criamos o roteiro, filmamos, atuamos e editamos. Usamos conhecimentos que adquirimos assistindo filmes como efeitos de câmera, posicionamento, tipo de trilha sonora e até mesmo a forma como o roteiro foi escrito. A transformação do Cine IF de apenas debates sobre filmes para produções gerou uma grande mudança no andamento do projeto”, contou Luiz Guilherme Faria Ferreira, monitor do projeto em 2017.

Luiz Guilherme Ferreira Pires, egresso de Administração, entrou para o Cine em 2017 e foi monitor em 2018 e 2019. Ele que hoje cursa Gestão Ambiental, na USP, também falou sobre a transformação que o projeto passou. “Depois dessa fase de exibição e discussão passamos para a fase das produções, onde aplicamos todo o aprendizado que tivemos sobre cinema: criar um roteiro, montar o elenco, fazer a gravação, editar, estrear. O Cine é um projeto pra todo mundo. Se a pessoa que entra gosta de discussão, ela vai gostar da parte de exibição e debate. Se gosta de edição, de otografia, ela vai gostar de produzir”.

“Quando eu pensei nesse projeto eu não imaginava que chegaria tão longe. É bom ver essa evolução tanto do projeto quanto dos alunos. Fico encantada quando vejo eles produzirem. O Cine IF saiu dessa parte de apresentar algo pronto e está criando o seu próprio material. Isso é fantástico”, destacou a professora Gabriela.

Como o Cine IF mudou minha vida

“O Cine IF teve um grande impacto naquilo que eu faço hoje. A oportunidade de participar do projeto me abriu para outras visões do cinema porque o debate Cine iflevava a isso. Depois do Cine IF eu me envolvi muito com cinema e fotografia. Hoje eu curso Ciências Sociais na UNIFESP e também participo de um grupo de pesquisa na área de antropologia visual que investiga cinema e fotografia e também produzimos. Além da minha pesquisa eu levo o aprendizado do Cine IF pro meu dia a dia, para os filmes que eu vejo e para as recomendações que eu faço”. (Gustavo Zavitovisky - Monitor 2014)

“Participar de um projeto como o Cine IF mudou minha percepção sobre o cinema e principalmente sobre coletividade e projetos para a sociedade. Cada exibição e cada debate me mostraram a importância de levar esse tipo de arte para mais lugares. Além disso, me motivou a ir atrás de meus sonhos e foi decisivo na escolha de minha profissão. Designer de interiores, embora não seja diretamente ligado ao cinema ele também busca a construção de cenários, onde histórias são contadas, só que na vida real. Sou grata pela oportunidade de vivenciar esse tipo de atividade ainda no ensino médio e tenho muito orgulho do que o projeto se tornou, passando das exibições para as produções, mostrando todo o potencial desses jovens artistas. (Fabiana Cristina Mirat – Monitora 2015)

“O cinema, a análise de filmes, o estudo da sua história e até mesmo as produções artísticas ajudaram muito na minha vida acadêmica e na minha carreira porque hoje eu curso Cinema e Audiovisual na UFJF e lá eu posso ver o quanto essa oportunidade de ter sido monitor por três anos no Cine IF me ajudou. A importância desse projeto de cinema para os alunos, servidores e para a própria comunidade externa é importante porque o cinema é um instrumento social. Quando você senta numa cadeira para assistir a um filme você está vivendo uma vida que normalmente você não viveria. Você não iria para uma guerra no passado ou se tornaria um super herói mas assistindo a um filme você consegue ter empatia com os personagens, com as histórias, ver o que está sendo contado e aprender com os erros e acertos”. (Guilherme Nadalini - Monitor 2016)

“Antes eu tinha o cinema apenas como hobby, assitia qualquer filme, qualquer série. Depois que entrei no Cine comecei a prestar atenção nos detalhes como a direção, os filmes indicados a prêmios, comecei a buscar qualidade no que eu assistia. Todas as discussões que o projeto proporcionava me fez crescer muito. E o Cine me ajudou demais na redação do Enem de 2019, cujo tema foi ‘A democratização do acesso ao cinema no Brasil’. O cine é isso, uma forma de democratizar o cinema para quem não tem acesso”. (Vitória Helena Zampa – Monitora 19)

Saiba mais sobre o Cine IF nas redes sociais do projeto:

intagrancineif_pa                    23 icone youtube  YouTube: Cine IF                             facebook logo icon 134446  Cine IF

 

LEIA TAMBÉM: (Participação do projeto em eventos) 

registrado em:
Fim do conteúdo da página